Imprimir esta página
A Nacional STP A Nacional STP

Assembleia Nacional aprova orçamento interno com votos da maioria parlamentar do ADI‏

Escrito por  rnstp Jan. 07, 2016

A Assembleia Nacional vai debater amanhã, o Orçamento Geral do Estado (OGE) e as Grandes Opções do Plano (GOP) para o Ano Económico 2016.

 

Hoje, recorde-se, o Parlamento, aprovou um projecto de resolução a favor do seu próprio orçamento, estimado em 69 mil milhões de dobras.

 A resolução foi aprovada, com o voto da maioria parlamentar do ADI, com 33 deputados.

 O líder da bancada parlamentar do Partido de Convergência Democrática (PCD) Danilson Cotú, numa declaração de voto afirmou justificou o motivo da abstenção, evocando que as propostas apresentadas pelo seu partido não foram tomadas em consideração.

A abster-se da votação esteve também o MLSTP/PSD que segundo o seu líder parlamentar, Arlindo Barbosa, alegou a falta de transparência.

  As sessões plenárias, recorde-se, iniciaram esta terça-feira, dia 5, com o debate sobre o "Estado da Nação".

 O Primeiro-Ministro e Chefe do Governo, Patrice Emery Trovoada ao descrever a situação real do País considerou 2015 como um ano de grandes dificuldades, tendo em conta o contexto internacional. Segundo o governante 2015, confirmou ainda a estagnação das economias dos países parceiros de São Tomé e Príncipe. Ainda assim considerou 2015 como ano de esperança renovada e de mudanças positivas, afirmando que 2016 será o ano da materialização das intenções do seu governo.

 Ao responder as preocupações que considerou de "legítimas" levantada pelos parlamentares da oposição, Patrice Trovoada afirmou que o seu governo não é mais um governo para São Tomé e Príncipe e, por isso, quer dar o seu contributo, estabelecendo prioridades para suportar a agenda de transformação, elegendo como trunfo a situação geo-política e estratégica do País.

 Em relação ao dossier "petróleo", o Chefe do Executivo Sãotomense tranquilizou os parlamentares afirmando que o seu governo está a trabalhar "afincadamente".

 Entre algumas "dúvidas e incertezas", elogios e críticas dos deputados quanto às suas viagens ao exterior e à situação política interna e internacional, Patrice Trovoada, defende a continuação do reforço diplomático e afirma de modo peremptório que "a política externa é única e está alinhada a visão 2030".

 A sessão plenária continua  hoje, dia em que está agendada a discussão à volta do Orçamento Geral do Estado (OGE) e das Grandes Opções do Plano (GOP) para o presente Ano Económico.

Modificado em quinta, 07 janeiro 2016 09:05