Palácio da Justiça, São Tomé e Príncipe Palácio da Justiça, São Tomé e Príncipe Fonte da Foto: voaportugues.com

Presidente da República abre "Novo Ano Judicial" e reconhece que a crise no sector da justiça é persistente em São Tomé e Príncipe‏.

Escrito por  RNSTP Abr. 01, 2016

O Presidente da República, Manuel Pinto da Costa, afirmou  esta quinta-feira que a crise no sector da “Justiça” é persistente em São Tomé e Príncipe.

 

O Presidente Pinto da Costa ao discursar na cerimónia de abertura do “Novo Ano Judicial”, afirmou que quando se questiona permanentemente a credibilidade, a transparência e a eficácia do sistema de justiça,  fica irremediavelmente comprometida a relação de confiança entre o Cidadão e o Estado.

Seria, no entanto, importante a abertura de espaços de debate e discussão técnica que tragam benefícios ao sistema judicial.

Nos actuais tempos difíceis em que se encontram os sectores nacionais, o apelo à reforma é unânime, defendeu o Chefe do Estado.

Com a intenção, que é também mundial, que os conflitos de natureza política sejam dirimidos nos tribunais envolvendo os operadores judiciais na vida política, Manuel Pinto da Costa defende esforço conjunto para afastar o risco da politização da justiça.

O Procurador-Geral da República, Frederico Samba, na sua intervenção afirmou que não se pode continuar amarrado aos meios tradicionais de prova, defendendo a criação de um Laboratório de Polícia Científica.

Para combater a criminalidade, o Procurador-Geral da República propõe a construção de tribunais de pequenas causas e um novo estabelecimento prisional.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

  1. Popular
  2. Favorito
  3. Comentado

Ligue-se a nós

Calendário das Publicações

« Setembro 2018 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30

Filtrar por temas