rnstp rnstp

NOVO PR DE STP INVESTIDO COM POMPA E CIRCUNSTÂNCIA E A SOLENIDADE DEVIDA...A CHUVA ABENÇOOU

Escrito por  rnstp Set. 04, 2016

Evaristo Carvalho, foi investido no Sábado, 3 de Setembro, no cargo de Presidente da República, em cerimónia solene, realizada na Praça da Independência, e contou com a presença de várias individualidades civis, militares e religiosas bem como do público.

  O Presidente da Assembleia Nacional, José Diogo, a dado passo do seu discurso proferido no acto de investidura de Evaristo Carvalho felicitou o novo Chefe de Estado, enaltecendo a sua incontornável trajectória política e administrativa.

 “Doravante, pesa sobre os seus ombros, como indubitavelmente deve reconhecer, a árdua e nobre função da defesa da Constituição da República, ser o garante da independência nacional e da unidade do estado e, assegurar o regular funcionamento das instituições”---destacou o Presidente da Assembleia Nacional no seu discurso precisando que “o factor-chave que determinou a preferência do eleitorado, é o projecto de sociedade sabiamente apresentado por Vossa Excelência (Evaristo Carvalho!), ao longo de todo o processo eleitoral, que coincide com o programa do Governo”.

 Após o acto de juramento nesta Sessão Solene que pela primeira vez se realizou na histórica Praça da Independência, Evaristo Carvalho fez o seu primeiro discurso à Nação, prometendo trabalhar sem ódio ou rancor e oferecer um futuro tranquilo às gerações vindouras.

 O novo Presidente da República e Comandante Supremo das Forças Armadas de São Tomé e Príncipe, Evaristo do Espírito Santo Carvalho no seu primeiro discurso oficial, rendeu homenagem ao seu antecessor Pinto da Costa pelos serviços prestados à Nação nos seus dois últimos mandatos e ao ex-Presidente da República, Fradique de Menezes, tendo ainda saudado os ilustres convidados estrangeiros na cerimónia da sua investidura.

 Evaristo Carvalho recordou que os 41 anos da nossa Independência foram marcados por algumas desilusões e por algumas conquistas sobretudo no domínio académico com a formação de quadros.

  Expressou o seu compromisso sincero de trabalhar para a construção do País sem ódio e rancores, capaz de oferecer um futuro a sua juventude.

  Como Comandante Supremo das FASTP assegurou que seguirá atentamente os esforços do Governo para equipar e modernizar as Forças Armadas, reiterando a sua disponibilidade em mobilizar os recursos para o efeito.

  Referindo-se à classe política disse que estará atento e interessado em todas as contribuições e iniciativas que visam alargar o espaço democrático, e agradeceu o apoio dado pelos familiares, amigos e aqueles que o encorajaram a se candidatar às presidenciais.

  Participaram na cerimónia de investidura do novo PR, os antigos presidentes da República, Fradique de Menezes e Pinto da Costa, o Presidente da Assembleia Nacional, José Diogo, o Primeiro-Ministro e Chefe do Governo, Patrice Emery Trovoada, membros do Governo, Juízes-presidentes e Conselheiros do Supremo Tribunal da Justiça/Tribunal Constitucional e do Tribunal de Contas e outras autoridades civis, pára-militares e militares.

  Ausente na cerimónia, esteve o ex-Presidente da República, Miguel Trovoada, por razões de saúde.

  Várias foram ainda as ilustres delegações estrangeiras convidadas que marcaram presença neste acto com destaque para o Secretário-Executivo da CPLP, o embaixador Murade Murargy.

  A Guiné Equatorial, fez-se representar pelo Primeiro-Ministro Dom Francisco Pascual Obama Asue; Angola fez-se representar pelo Ministro da Justiça e Direitos Humanos, Rui Mangueira; Brasil, pelo Ministro da Defesa, Raúl Jungman; Portugal pela Secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros, Teresa Ribeiro; os Camarões, pelo Ministro da Presidência, Mbarga Mboa; República da China-Taiwan, pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros, David Tawei Lee; a Costa do Marfim, pelo Ministro do estado, Jeannot Ahousou Kouadio.

  A marcar também presença estiveram igualmente diplomatas da Nigéria, do Reino Unido, Cuba, Itália, Rússia, Venezuela, Santa Sé, da República Checa, dos Estados Unidos de América, Marrocos, Senegal, Japão, da Guiné Conakry, do Togo, Gana, da República do Congo, da República Democrática do Congo, Espanha, Coreia, França, Alemanha e finalmente, da União Europeia.

 Evaristo Carvalho, tornar-se assim no quarto Presidente da República Democrática de São Tomé e Príncipe, eleito por sufrágio universal, directo e secreto.

 O desfile militar e a sessão de cumprimentos e um único tiro de artilharia, marcaram o acto solene de investidura do novo Presidente da República.

Modificado em domingo, 04 setembro 2016 18:16

Comentar


Código de segurança
Atualizar

  1. Popular
  2. Favorito
  3. Comentado

Ligue-se a nós

Calendário das Publicações

« Novembro 2018 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30    

Filtrar por temas