Imprimir esta página

FMI recomenda controlo das despesas fiscais.

Escrito por  rnstp Out. 06, 2017

A Chefe da Missão do Fundo Monetário Internacional (FMI) para São Tomé e Príncipe, Xiangming Li, assegurou ontem à Imprensa no final de um “encontro-balanço” com o Primeiro-Ministro e Chefe do Governo, Patrice Trovoada, que as actividades económicas no País mantêm-se “robustas” e que se prevê um crescimento real do Produto Interno Bruto (PIB) na ordem dos 4% em 2017 e gradualmente para 6% a médio prazo.

O FMI considerou o Ano Económico 2016 difícil para São Tomé e Príncipe e recomendou maior controlo das despesas fiscais.