Imprimir esta página
rnstp rnstp rnstp

O documentário Serviçais presente na competição da 9ª edição do Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa (FESTin).

Escrito por  rnstp Fev. 07, 2018

O documentário Serviçais – das memórias à identidade, foi selecionado para competição  da 9ª edição do Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa (FESTin) que decorre entre 27 de fevereiro e 6 de março no Cinema São Jorge em Lisboa.

 

https://festin-festival.com/abertas-as-inscricoes-festin-2018/documentarios-em-competicao18/

O FESTin apresenta, na competição de documentários e na secção especial Sotaques da Lusofonia, obras de Angola, Cabo Verde, Moçambique, Timor-Leste, Guiné-Bissau, Guiné-Equatorial – com destaque para “Serviçais – das memórias à identidade”, em competição, no qual o realizador Nilton Medeiros resgata a memória do trabalho forçado através de uma polifonia de vozes, o filme debruça-se sobre a vida dos trabalhadores contratados que vieram para as roças de cacau e café em São Tomé e Príncipe, cuja a história é muitas vezes silenciada.

A produção cultural lusófona é o eixo central da programação, que apresentará em competição nove longas-metragens de ficção, nove documentários e 16 curtas.

Os são-tomenses radicados em Portugal, são convidados a marcar presença no dia 1 de março, quinta feira pelas 20 horas, em que será exibido na sala 3, o documentário que foi realizado no âmbito do projeto ROÇAS DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE, do passado ao presente… que futuro? E que contou com produção de Jerónimo Moniz, Magdalena Bialoborska e Victor Ulisses Avelino Pires. Locução de David João, assistente de imagem Onildo de Guadalupe, música de Filipe Santo e apoio da Companhia Santomense de Telecomunicações, STP Airways, Universidade Lusíada de STP.